E-mail  |  Cadastro   |  Login   |  Mapa do Site  |  Home
Busca
Biointeratividade > Discussão por email > Discussão
Discussão  Voltar

Selecione uma das categorias abaixo para navegar pela Lista de Discussão
por E-mail Riscobiologico.org:




Legislação e normatizações

Bom dia colegas,
Trabalho em um hospital do estado de pequeno porte
Estou tentando sensibilizar os funcionários quanto a NR32
Tenho casos quanto ao uso de bermudas, bonés, calçados abertos em todos os setores
Poderiam me auxiliar em algo ou alguma estratégia que deu certo?
Obrigada
Adrielly Amorim
Enfermeira CCIH
Hospital Regional de Guaraqueçba

-------------------------------------------------------
O conteúdo das mensagens é de inteira responsabilidade do autor do e-mail.

 


Enviada por Adrielly Amorim, em 19/01/2017


Legislação - NR32 (51)

LENÇOS - É ADORNO?

Bom dia listeiros.

Tendo em vista A PROIBIÇÃO pela NR 32 de adornos e neste item se enquadra: anéis, pulseiras, relógios, colares e algumas vezes citam gravatas.

Gostaria de saber a opinião de vocês referente uso de lenços no pescoço como parte do uniforme em atividades administrativas porem circulantes nas áreas hospitalares.

Regiani de Jesus
Segurança do Trabalho

 


Respondida por Regiani de Jesus, em 28/02/2019


Legislação - NR32 (52)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Bom dia colegas!

Sempre que me perguntam sobre adornos consulto o guia técnico da NR 32, ali exemplifica sobre o que são adornos. Não fala em lenços mas acredito que é o mesmo que crachás pendurados e gravatas. Não recomendo o uso.

Att.

Daniela Santos
Enfermeira e Técnica em Segurança do Trabalho

 

........................

 

Bom dia Regiani,

Em tese: lenços, cachecóis, encharpes, são adornos.

Da mesma maneira que as gravatas, para homens, estes adornos desde que não sejam manipulados com frequência e cujas pontas sejam mantidas por dentro do jaleco, não oferecem problemas. O diabo é o frequente "ajeitar" com as mãos que, como sabemos, é um vetor de contaminação.

Sílvio Andrade

 

........................

 

Bom dia. Regiani de Jesus

Meu nome é Marcos sou técnico
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 01/03/2019


Legislação - NR32 (53)

Conforme orientaçao de um dos autores da NR10 - Segurança em Eletricidade, a questão da proibição de adornos tem a ver com o risco de acidentes, como uma aliança ou brinco, que podem enroscar em algo e rasgar a pele.

Portanto, se o lenço traz risco de acidentes aí sim deve ser proibido.

Façam uma análise de riscos e decidam.

Mensagem encaminhada pelo colega Anibal

 


Respondida por Aníbal, em 06/03/2019


Legislação - NR32 (54)

Pessoal da administração de serviço de saúde não é da área de assistência a pacientes e não estão submetidos a NR32.

Caso eles sejam envolvidos numa situação em que sejam de certa forma obrigados a participarem de apoio a uma assistência, eles terão que observar o que exige a NR32.

Por isso, é importante que todos os trabalhadores de serviços de saúde estejam informados das exigências dessa norma, para não correrem os riscos de em estarem usando algum tipo de adorno, isso possa se transformar numa ameaça a sua integridade física ou de outrem.

Faço um comentário para exemplificar alguns exageros cometidos pelo pessoal da CCIH. Sou Inspetor Sanitário e estava fazendo uma inspeção em determinado hospital. Fomos inspecionar o restaurante do hospital e
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Osvaldo, em 07/03/2019


Legislação - NR32 (55)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Queira me perdoar Aníbal, mas você está se referindo a riscos de acidentes e está se reportando A Norma 10 - trabalho com eletricidade. É outra questão. Os adornos devem ser retiradados em atividade de risco de eletricidade mas também em trabalhos em atividades frigoríficas, em trabalhos com alimentação. A questão principal levantada pela colega é com relação à contaminação biológica na medida que as mãos sujas ou invisivelmente infestadas de microorganismos contamina o lenço. Esses microrganismos são diferentes do microrganismo trivial ou social,como a gente chama, e com isso nós temos aí uma grande difusão de microrganismos resistentes a antibióticos.

Quando a norma 32 fala que gravatas e crachás devem estar fixados
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 08/03/2019


Legislação - NR32 (56)

NR-32

32.1.1- fala em trabalhadores dos estabelecimentos de saúde, sem diferenciar o local de trabalho; entendo q seja para todos.

Mensagem encaminhada pelo colega Paulo

 


Respondida por Paulo, em 19/03/2019


Legislação - NR32 (57)

Bom dia,

O item 32.1.1 realmente refere-se a todos os trabalhadores dos serviços de saúde. Ele afirma que a NR 32 aplica-se a todos eles.

No entanto, se a referência for ao tópico "adornos", enfatizo que a proibição deve ser aplicada somente aos expostos aos agentes biológicos, pois o item que trata disso é o 32.2.4.5, que está dentro da seção "32.2 Dos Riscos Biológicos". Os itens constantes dessa seção são aplicáveis somente a quem estiver sob risco de exposição a agentes biológicos, sendo que a lógica é a mesma em relação às outras seções, dos riscos químicos, da radiação ionizante, etc. A justificativa técnica é clara: a de que não se deve adotar uma medida de proteção a um risco inexistente, por
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Érica Lui Reinhardt, em 19/03/2019


Legislação - NR32 (58)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Bom dia

Como lidar com essa situação de proibição ao uso de adornos para os colaboradores que estão expostos a risco biológico o que é razoável , porém alguns administrativos do Hospital que não estão expostos a risco biológico aos olhos de alguns fiscais são passíveis de notificação porque na análise deles a aplicação da NR32 se refere ao estabelecimento de saúde, portanto "todos " que estão sob esse teto tem que cumpri-la, inclusive a proibição do uso de adornos. Os fiscais fazem análise ao seu bel prazer?

Cordialmente

Dr. Alcibiades Gutierrez Vargas - Médico do Trabalho

 

........................

 

Boa noite senhores! Sem dúvida este ainda é um tema muito polêmico; em virtude das várias interpretações inclusive pela
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 20/03/2019


Legislação - NR32 (59)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Bom dia,

A interpretação a ser seguida pelos auditores fiscais do trabalho é aquela que consta do Guia Técnico, que transcrevi abaixo. Na hipótese de eles extrapolarem a devida interpretação, alegando que o item da NR 32 sobre adornos deve ser aplicada a "todos", no meu entender isso deveria ser contestado pelo serviço de saúde e comunicado à SRTE correspondente ou a outras instâncias, como a própria CTPN NR 32. Insisto: no campo ocupacional, não há qualquer fundamento técnico para proibir os adornos se eles não representarem um risco para o trabalhador, seja biológico, como posto na NR 32, seja por risco de acidente, químico, etc, desde que suficientemente demonstrado e documentado, com
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 21/03/2019


Legislação - NR32 (60)

Bom dia

Prezado Silvio

Com todo o respeito que lhe tenho e também a Professora Érica não quiz generalizar e nem desdenhar nosso trabalhador ao chamá-lo de colaborador, aliás muitas empresas assim o fazem. Quanto as ações de inspeção pelos auditores fiscais do TRT, diria aqui alguns, atuam em cima de uma soberba onde muitas vezes não nos ouvem. Mas isso é outro assunto. Na unidade hospitalar existem setores que absolutamente não existe chance de contato com pacientes mas mesmo assim, por exemplo, não permitimos que os homens usem gravata e as mulheres não podem estar usando joias, brincos, relógios etc.

Grande abraço

Dr. Alcibiades Gutierrez Vargas - médico do Trabalho.

 


Respondida por Alcibiades Gutierrez Vargas, em 22/03/2019

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7
Primeira | Última
 
Discussão por email
O que é a lista de discussão?
Formulário
Discussão
 
 


 
 


Riscobiologico.org - Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.          criação: AldeiaCom