E-mail  |  Cadastro   |  Login   |  Mapa do Site  |  Home
Busca
Riscos Profissionais > Hemodiálise > Profissionais de enfermagem
Profissionais de enfermagem
Autor: Cristiane de MagalhÒes Rosa - atualizado em 19/12/2008

12.768 profissionais
66.833 pacientes em HD
801.996 sessões de HD por mês
9.623.952 sessões de HD por ano
19.247.904 punções por ano
1507,5 punções por cada profissional de enfermagem por ano

E quais os principais momentos de risco nestas punções?

  1. Na introdução da agulha no braço do paciente: a punção é dolorosa e o paciente pode se mover e, geralmente, fica tenso.
  2. Na manipulação das punções durante a HD. Eventualmente as agulhas saem do lugar com a movimentação dos pacientes nas 4 horas, pois, alguns podem dormir e outros não se sentirem bem.
  3. Na retirada das agulhas do braço da FAV. Neste momento existe uma grande preocupação com a hemostasia desta punção, pois o paciente esta heparinizado.
  4. No descarte das agulhas no recipiente de perfuro-cortante. O recipiente mais utilizado é o próprio galão de banho, reaproveitado após o uso, cuja “boca” tem cerca de 5 cm de diâmetro no máximo.

Com estes dados podemos relacionar as medidas preventivas mais importantes apenas no momento da punção:

  1. Total atenção durante a punção que deve ser realizada com o profissional sentado ao lado do paciente, calmamente.
  2. Utilização de Equipamento de Proteção Individual adequado: luva de procedimento, avental impermeável, sapato fechado e protetor facial ou óculos e máscara.
  3. Total atenção durante o descarte: o recipiente de descarte deve ser colocado ao lado do braço da FAV para evitar deslocamentos com a agulha na mão.
  4. Solicitar ajuda para imobilizar o paciente que sente muita dor e pode retirar o braço bruscamente como defesa.

Não utilizar o recipiente de descarte em mais de 2/3 de sua capacidade e não deixar “rabicho” da agulha (cerca de 20 cm) de FAV do lado de fora.



Riscobiologico.org - Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.          criação: AldeiaCom